Dos filmes de hoje

Assisti ontem ao filme vencedor do Oscar, Quem quer ser um milionário, do diretor do pop Transpotting, Danny Boyle. Não esperava muito e minhas expectativas foram atendidas. Boa produção, atuações e jogos de cena. Mas história de amor unida pelo destino, mesmo que amparada no subterfúgio até original de um programa de perguntas e respostas é pop demais; é Oscar demais, realmente. Achei apenas um bom filme, como o outro concorrente, O curioso caso de Benjamim Button. Verei em breve O Leitor. Me parece mais interessante. Andei lendo discussões acerca da crise de autor no cinema e só posso concordar, principalmente após assistir, agora há pouco, Ladrões de bicleta (1948), de Vitorio de Sica, e aquela magia toda do neorealismo italiano. Estou com medo de assistir Watchent e, como no ano passado com o Batman, achar o melhor filme do ano.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + 19 =

ao topo