Cineasta Cláudio Assis encontra seu DVD pirateado no camelódromo da Cidade Alta

No seminário ‘E por falar em cinema…’ ocorrido na manhã de hoje no auditório do Sesc Cidade Alta, me surpreendeu mesmo foi a extrema dificuldade de se fazer filme em Portugal e na Espanha, relatada por cineastas de lá. O diretor portuga Alexandre Cebrian Valente disse que há dois anos não se produz um filme sequer nas terras de Cabral. O cineasta pernambucano Cláudio Assis reclamou pacas também da “burrice” do empresariado e dos publicitários recifenses. Mas citou, até sem muitos méritos, o Fundo exclusivo para o audiovisual na casa dos R$ 11,5 milhões. Essa cifra, para a realidade potiguar, é utopia completa. Mas deu para sacar que a dificuldade enfrentada aqui não é exclusividade.

DSC02575Crítica: Achei três diretores renomados até internacionalmente e com muito a falar, em uma mesma mesa ainda com os “locais” Henrique José e Paulo Laguardia, e durante 3 horas e meia, um pouco cansativo. O espanhol Santiago falou muito e por quase uma hora deixou Cláudio Assis quase adormecido na mesa. Para as próximas edições, poderia sugerir um entrevistado e um mediador, apenas, durante 1h ou 1h30. Bastaria. Seria mais barato à produção e mais dinâmico tanto ao público quanto ao entrevistado. No mais, um público bom e participativo, de quase 100 pessoas, que minimizou essa falha e tornou o encontro de diretores bem agradável.

Após a palestra, Cláudio Assis, ciceroneado por Augusto Lula, passeou pelo camelódromo da Cidade Alta. Foi convidado a conhecer o 7ª Arte, onde encontrou seus três filmes pirateados, juntinhos um do outro. Achou o máximo. Tirei até foto! Perguntou ao “paulista” (dono do box) se os DVDs vendiam muito e até comprou outro DVD pirata, com temática voltada ao cordel. Depois, tomou um uísque no Bar de Nélio e bebeu mais umas em Nazaré, ainda no Beco da Lama. Gravei entrevista com o cara. Depois posto por aqui ou no portal. Aviso antes.

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP