Edital distribuirá mais de R$ 1,1 milhão para gestão e fomento da cultura

Um dos seis editais publicados nesta quinta (24) no Diário Oficial de Natal distribuirá R$ 1.143.000,00 milhão para 199 projetos de Gestão, Fomento e Financiamento, com recursos da Lei Aldir Blanc geridos pela Prefeitura de Natal via Funcarte.

O intuito é incentivar as artes através da aquisição de obras artísticas, apoio a mostras, festivais e apresentações, apoio aos projetos de novas tecnologias digitais de conteúdos artísticos e culturais, ao audiovisual, à música, às artes visuais, à produção literária e às artes cênicas.

Leia também: Edital de Formação distribuirá R$ 267 mil pela Lei Aldir Blanc em Natal

Inscrições

As inscrições serão realizadas exclusivamente através do Blog da Funcarte, através de formulário online específico, e terá início dia 25 de setembro e encerramento no dia 13 de outubro de 2020.

Como se inscrever:

a) Acessar o site http:// www.blogdafuncarte.com.br

b) Escolher a Chamada que deseja se inscrever e clicar no link do formulário de inscrição.

c) Preencher as informações solicitadas no formulário.

d) Inserir os arquivos que deseja/necessita anexar.

e) Após concluir o preenchimento e inserir os arquivos do projeto e da documentação, clicar em “Confirmar”. Após a confirmação não será mais possível excluir ou modificar o projeto.

f) Imprimir ou salvar o comprovante de entrega, que será a garantia de que a inscrição foi concluída.

O proponente poderá inscrever até dois projetos com temáticas diferentes, mas apenas um poderá ser aprovado.

Leia também: Funcarte lança Edital pela Lei Aldir Blanc para patrimônio e memória

Categorias

a) CATEGORIA A: FOMENTO À MÚSICA.

Selecionar artistas da música para compor programação de atrações musicais diversas, para acesso à população, de acordo com o seguinte:

I – Seleção de 22 atrações musicais para lives no valor de R$ 6 mil cada, totalizando R$ 132 mil;

II– Seleção de 12 artistas da música para gravação e produção de CD, no valor de R$ 20 mil cada, totalizando R$ 240 mil;

III – Seleção de 12 artistas da música para gravação de fonograma com uma música autoral, inédita ou não, no valor de R$ 3 mil cada proposta, totalizando R$ 36 mil;

IV – Seleção de 10 artistas da música para difusão de “mosaico” virtual, em plataformas digitais, no valor de R$ 5 mil cada, totalizando R$ 50 mil;

V – Seleção de 5 propostas de festivais de músicas remotos, contemplando sua programação e circulação de atrações musicais (intérpretes, músicos e instrumentistas), no valor de R$ 40 mil cada, totalizando R$ 200 mil.

Valor total da Categoria A: R$ 658 mil.

b) CATEGORIA B: APOIO FINANCEIRO PARA DOAÇÃO DE OBRAS ARTÍSTICAS.

Selecionar artistas e autores de acordo com o detalhamento previsto nos parágrafos abaixo:

Parágrafo primeiro: Ao Artista/Autor selecionado caberá a DOAÇÃO de uma obra e/ou a cessão conexa do seu direito de reprodução pela Prefeitura do Natal, em benefício do posterior acesso da população à criação artística em questão (preencher termo de doação anexo a esta Chamada Pública).

Parágrafo segundo: Todas as obras selecionadas e doadas passarão a pertencer ao acervo da Prefeitura do Natal, bem como os direitos de reprodução de suas imagens e/ou textos, que serão utilizados para a realização de mostras, exposições, consultas e apreciação da população, nas programações e espaços geridos pela Prefeitura do Natal, disponíveis gratuitamente para acesso à população.

Parágrafo terceiro: A seleção será feita a partir da(s) obra(s) de arte inscrita(s) nesta categoria.

Parágrafo quarto: Não serão aceitas obras artísticas que contenham ou façam apologia a preconceito, ofensa moral, atos obscenos, sexo explícito e/ou referências político-partidárias.

Parágrafo quinto: As áreas artísticas contempladas para DOAÇÃO de obras pelos Artistas/Autores serão as estabelecidas nos incisos abaixo:

I – Artes Plásticas:

i. Serão selecionadas 30 obras para serem adquiridas pelo valor de R$ 3 mil cada, totalizando R$ 90 mil. As obras selecionadas deverão ter dimensões mínimas de 40×65 cm, incluindo a moldura, podendo ser de Pintura (sobre suporte durável quais sejam: tela, madeira, composto de madeira ou papel artístico e montada sobre chassis de madeira ou outro material durável); Gravura (sobre tela ou papel artístico); e Desenho (sobre papel artístico ou sobre tela).

ii. Serão selecionadas 10 obras de Esculturas, com dimensões aproximadas de 80×80 cm, para serem adquiridas pelo valor de R$ 3 mil cada, totalizando R$ 30 mil. Essas Esculturas deverão ser produzidas em madeira, pedra, concreto, cerâmica cozida, metal, composto de cimento, concreto ou resina.

iii. Serão selecionadas 5  obras de Esculturas, com dimensões aproximadas de 1,5 x 1, 5 x 4 m, para serem adquiridas pelo valor de R$ 9 mil cada, totalizando R$ 45 mil. Essas Esculturas deverão ser de grande porte (esculturas em tamanho grande para dispor em praças públicas, parques e/ou espaços públicos de acesso da população) e deverão ser confeccionadas em madeira ou pedra ou concreto ou cerâmica cozida ou metal, composto de cimento, concreto ou resina.

II – Fotografia:

Seleção de 20 obras para serem adquiridas pelo valor de R$ 3 mil cada, totalizando R$ 60 mil. As fotografias deverão estar impressas sobre tela tipo “canvas museum”, ou similar, com as dimensões mínimas de 80×120 cm, montada sobre chassis de madeira, ou outro material durável.

III – História em Quadrinhos (HQ):

Seleção de 3 obras para serem adquiridas pelo valor de R$ 5 mil cada, totalizando R$ 15 mil. Essas obras deverão ser publicações escritas em formato digital e/ou impressa (tiragem de 100 exemplares), de direitos de exposição/reprodução sem fins lucrativos pela Prefeitura do Natal, de História em Quadrinhos de um ou mais autores (representado nesta Chamada por apenas um dos autores), e com no mínimo 20 páginas.

Valor total da Categoria B: R$ 240 mil.

c) CATEGORIA C: AÇÕES TEATRAIS NA CIDADE DO NATAL.

Selecionar artistas, grupos, coletivos e entidades da cena teatral, projetos de ações teatrais, que deverão acontecer virtualmente e ficarão disponibilizadas em suportes digitais, online e em plataformas digitais, através de link (endereço eletrônico) da Prefeitura do Natal.

As condições: Texto dramático de até 8 páginas, ou cena dramática gravada em áudio de até 15 minutos. As temáticas para a construção das cenas poderão ou não ter o tema da pandemia e isolamento social.

Valor total de R$ 100 mil para até 20 projetos de R$ 5 mil cada.

d) CATEGORIA D: APOIO FINANCEIRO A EXPRESSÕES DO CORPO E DA DANÇA.

Selecionar iniciativas criativas que contemplem a montagem e circulação de espetáculos, performances, atividades artísticas de grupos consolidados, coreografias e novos expoentes individuais e/ou coletivos da dança.

As ações deverão ser realizadas através de difusão remota, online ou virtual (vídeos produzidos, finalizados, cenas gravadas) para exibição em plataformas digitais e/ou possibilidade de “baixar” (downloads), de acordo com as especificidades abaixo:

I – Espetáculos finalizados, gravados, inéditos ou não, de escolas de dança públicas e/ou privadas, com ou sem fins lucrativos, que tenham em seus registros dos eventos condições de mostrar suas respectivas apresentações. Valor total de R$ 10 mil para até 5 projetos de R$ 2 mil cada.

II – Lives para coreografias de profissionais da dança (bailarinos e/ou coreógrafos) transmitidas para alunos de dança e população em geral, através de encontros, apresentações online e/ou qualquer outra iniciativa que contribua para a participação em tempo real dos estudantes e profissionais da dança. Valor total de R$ 60 mil para até 20 projetos de R$ 3 mil cada.

III – Cenas curtas dos espetáculos de dança de grupos e companhias, exibidos e/ou apresentados nos palcos do Município de Natal e/ou em mostras, festivais e encontros. Os registros deverão ter condição de visibilidade (imagem e som). Valor total de R$ 30 mil para até 10 projetos de R$ 3 mil  cada.

IV– Performances de artistas da dança, grupos e companhias, das linguagens e expressões urbanas (dança de rua, Break dance, solos, outros) a serem realizadas através de difusão remota, online ou virtual (vídeos produzidos, finalizados, cenas gravadas), para exibição em plataformas digitais e/ou possíveis de “baixar” (downloads). Os registros poderão ser produzidos com equipamentos de celular, câmeras digitais profissionais ou não, devendo ter condição de visibilidade (de imagem e som). Valor total de R$ 45 mil para até 15 projetos de R$ 3 mil cada.

Valor total da Categoria D: R$ 145 mil .

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 2 =

ao topo