Eis, em tua alma

Jairo Lima
http://www.papofurado.org/

eis, em tua alma, a resina dos cedros
daqueles que se abeiram dos rios
e bebem, na esponja da terra, as suas águas vivas

eis o teu legado:
o teu sozinho
e este medo arrumado com cuidado nos vãos dos teus pulmões
e nas caves soterradas dos teus vinhos

eis, no rumorejar do teu sangue,
um silêncio que desliza vazio;
no espelho deste silêncio uma nave extremada a procura de ventos

eis o teu nome posto entre duas madrugadas
hóstia vermelha consagrada
aos mortíferos venenos

que em tu alma
crescem e se espedaçam
entre zunidos

de lentos sóis de prata
quentes, vivos e macios
introduzindo suas vozes em brasa na névoa do teu estio

Comentários

Há 5 comentários para esta postagem
  1. Jairo Lima 12 de junho de 2010 9:32

    Meu caro Jarbas Martins

    sou poeta tardio, da geração dos 90, e vivia pedindo ao Mário Hélio, amigo e prefaciador do meu primeiro (e até agora único livro de poesia) que inventasse uma geração pra mim. Hoje, além de alguns poemas esparsos, tenho um segundo livro, do qual este poema foi tirado, inédito.
    Nos anos 60 era dramaturgo e me concentrava exclusivamente neste gênero, aí veio 64 e acabou-se a festa. Obrigado, amigo, a você, a Edjane, a Carmen e ao Gustavo de Castro pelas palavras generosas que me comovem especialmente por virem de pessoas por quem tenho grande admiração.

  2. Gustavo de Castro 11 de junho de 2010 23:44

    belo poema… fiquei sem o ar dos pulmões. respeirei pelos olhos.

  3. Carmen Vasconcelos 11 de junho de 2010 13:08

    Belo poema! Bom ter um dia com um poema assim.

  4. Edjane Linhares 11 de junho de 2010 12:10

    É Jairo. Talento está aqui. E de sobra. Beijos.

  5. Jarbas Martins 11 de junho de 2010 11:41

    pelo teu lírico e denso verso, a imagética rara, te associei aos jovens poetas brasileiros que eclodiram nos comecinhos dos anos 60. você, talento precoce, colaborou na revista (de circulação nacional) leitura.estou certo, meu caro poeta jairo lima ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo