Eles, os atores. Ela, a atriz.

Não é somente na internet que são vividos personagens de todo tipo. No cinema brasileiro ainda (e mais ainda) há atores e atrizes da mais alta qualidade. E, hoje, vivemos um momento em que grandes atores masculinos  assumiram a telona nacional, com joviais energia e talento e que lhes permitem até a possibilidade de carreira internacional, pintando as mais diversas oportunidades que pipocam por aí.

Fico embasbacado com a qualidade artística de atores como um Rodrigo Santoro (quem não se lembra de Bicho de Sete Cabeças?), um Matheus Natchergaele (um colossal talento cômico e dramático), um Selton Mello (talvez, o que tenha mais projetos vitoriosos e de qualidade), um João Miguel (“Estômago” e “Cinema, Aspirinas e Urubus” são obras-primas, com grandes desempenhos seus), um Lázaro Ramos (precisa ser menos onipresente), um Guilherme Weber (um grande ator, mais teatral e shakespeareano que cinematográfico), um Dan Stulbach (que fez coisas mais importantes na TV, como a excelente série global “Queridos Amigos”, também protagonizada por Weber), e até um Seu Jorge (que não é só um grande cantor e já mostrou que fica bem à vontade diante das câmeras).

Agora, vou dizer e repetir: o maior talento dramático que esse país produziu nas últimas décadas atende pelo nome de Wagner Moura! Porra, o cara é um animal da dramaturgia, nasceu para isso, completo, completo!

Qualquer cena que Wagner Moura vivencia diante das câmeras se transforma em algo absolutamente verossímil e com extrema personalidade. Não dá para ignorar que o cara é um monstro-sagrado. Já!

E já estou doido para ver “Vips”, seu mais novo filme.

Wagner Moura é o nosso “Pelé” cinematográfico.

Agora, para não perder a oportunidade, declino o nome da versão feminina de Moura. É linda e tem o olhar mais misterioso e sedutor do cinema, teatro e televisão. E uma boquinha…

Chama-se Alessandra Negrini.

Anotem.

Advogado público e escritor/poeta. Membro da Academia Norte-Rio-Grandense de Letras. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro − três =

ao topo