Elias Canetti

elias

“Embora Elias Canetti tenha determinado em testamento que seus textos inéditos só deveriam ser publicados 30 anos após sua morte – ou seja, em 2024 – novos livros de sua autoria têm aparecido com certa freqüência. Ainda bem. Se instruções de esritores fossem sempre cumpridas à risca, boa parte da obra de Kafka, por exemplo, jamais teria sido lançada. Existe, por outro lado, o perigo de tornar públicos textos de qualidade inferior, que nada acrescentam à obra consagrada. Não é o caso de Sobre os escritores (José Olympio, 210 pgs. R$32,90), que reúne ensaios, conferências aforismas e fragmentos do autor de Auto-da-fé e Massa e poder sobre alguns de seus colegas.

Simultaneamente, estão sendo lançados pela editora Estação Liberdade mais dois livros de Canetti, Festa sob as bombas e Sobre a morte”. LUCIANO TRIGO

ao topo