Encantado

amanhecendo
Quando os galos
Amanhecem o dia,
Os raios do Sol
Falam de eternidades,
Iluminando as esperanças.
O menino, sem saber-se feliz,
Só pensa em brincar com os bichinhos
E, como as borboletas, voa repleto de futuros,
Encantando-se de espantos a cada redescoberta
Das coisinhas miúdas e fundamentais.

N.A.: este poema fiz em homenagem a Manuel de Barros, que se encantou.

Brasileiro, nordestino, alagoano, advogado, cidadão comum, simples habitante deste planeta decadente... Rs... [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP