Enélio Lima Petrovich – lembrando um amigo em breve depoimento

Por Eduardo Gosson

Quando criança passava em frente ao Instituto e Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte e ficava, muitas vezes, a contemplar aquele belíssimo prédio e os seus personagens. Só quando cresci e me descobri Escritor é que passei a freqüentá-lo e conheci o Dr. Enélio Petrovich – o maior articulador da INTRIGA DO BEM: sempre teve uma palavra de incentivo a oferecer.

Cumpria a risca o poema de outro grande da Poesia Potiguar – Gilberto Avelino: “por onde passares fala,/a palavra apascenta”. Com certeza essa postura incomoda aos articuladores da INTRIGA DO MAL que apressadamente querem julgá-lo por sua longa permanência à frente daquela instituição sem direito ao princípio do Contraditório, consagrado em nossa Constituição. Sabem e fingem que não sabem que as instituições que lidam com a Cultura precisam de um comandante forte porque, caso contrário, fenecem: a UBE, por exemplo, teve três fases: 1ª fase -14 de agosto de 1959; 2ª fase – 14 de novembro de 1984; 3ª fase – 23 de março de 2006. Vivem nos blogs arrotando modernidade e democracia. Puro fingimento. Para eles relembro Lênin: Democracia para quê e para quem? Guardo na memória outros dois episódios: quando comecei a escrever Sociedade e Justiça: História do Poder Judiciário ele me incentivou.

Quando o convidei para fazer o Prefácio, prontamente aceitou. Prestei-lhe uma homenagem dentro do projeto Poéticas e Prosas Potiguares que idealizei e coordenei durante oito anos em Natal/RN nas principais livrarias. Tive alguma dificuldade na seleção do roteiro porque os seus livros são na área de História e Ensaios. Contudo, consegui pescar pérolas e homenageá-lo. Este ano estou criando dentro do Plano Editorial da UBE a Coleção Enélio Lima Petrovich (Ensaios/História).

Por fim, lembro-me de uma canção de Chico Buarque: “os poetas como os cegos,/podem ver na escuridão”. Na mediocridade da Província, você foi LUZ. Hoje, faroleiro invisível da Eternidade

(*) Presidente da União Brasileira de Escritores – UBE/RN

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo