Entre os livros, como um modo de vida

Por Lúcia Guimarães

Prolífico, erudito e – raridade absoluta em seu ofício – popular, o americano Harold Bloom, um dos maiores críticos modernos, fala com exclusividade ao ‘Estado’: ‘Sou apenas um professor de escola’.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo