Entrevista com Carlito Azevedo

Em entrevista por e-mail, Carlito atribui a uma “crise particular” o silêncio de oito anos após a antologia “Sublunar”, que reunia poemas de “Collapsus linguae” (1991), “As banhistas” (1993), “Sob a noite física” (1996) e “Versos de circunstância” (2001).

aqui

ao topo