Entrevista com Lair Bodansky

“Desde de 1996, a cineasta Laís Bodanzky, 40 anos, tem realizado sessões de cinema para pessoas que nunca tinham pisado em uma sala de exibição. Com o projeto Cine Tela Brasil (que, no início, chamava-se Mambembe), ela já percorreu quase 300 cidades e promoveu mais de 3 mil sessões. Só em 2009, cerca de 200 mil expectadores tiveram a oportunidade de assistir a um longa nacional. Nesta entrevista, concedida em sua produtora há duas semanas, a diretora de Chega de Saudade (2008) também fala sobre seu novo filme, As Melhores Coisas do Mundo, previsto para abril de 2010. Laís ainda diz ter ‘medo’ da televisão e defende o cinema popular”.

aqui

Go to TOP