Entrevista com Marcela Matos

Apesar de sua importância, são raros os estudos sobre a vida e a obra Mazaroppi – sinal da permanência do preconceito contra o humor popular e o universo caipira que marcaram sua trajetória. Acaba de chegar às livrarias, porém, a biografia Sai da frente – A vida e a obra de Mazzaropi, da jornalista Marcela Matos (Desiderata, 300 pgs. R$ 44,90). Fruto de uma pesquisa de três anos, o livro é importante por destacar o empreendedorismo do comediante, um dos artistas mais bem-sucedidos da história do cinema brasileiro.

aqui

Comentários

Há 2 comentários para esta postagem
  1. André Luiz Mazzaropi 28 de novembro de 2012 14:17

    Embora esta seja uma das mais importantes obras literárias sobre a vida do nosso MAZZAROPI, MARCELA MATTOS quase fez um bom livro sobre MAZZAROPI; Quase porque ela se esqueceu de falar verdadeiramente sobre AMÁCIO MAZZAROPI; escrevendo somente no que já havia sido escrito sobre MAZZAROPI; MARCELA MARTTOS omitiu a verdadeira historia de AMÁCIO MAZZAROPI; inclusive embora soubesse de minha existencia jamais me procurou para falar sobre nosso MAZZAROPI, fala no livro que eu André Luiz de Toledo era apenas enfermeiro de Mazzaropi, o que não é verdade; ou talves tenha até sido porem fui muito mais que enfermeiro, pois entre 1.975 á 1.981 cuidei do Amácio Mazzaropi e tambem de seus negócios; fui amigo, companheiro, filho, ator e tambem executivo de Mazzaropi com que fiz 04 filmes como filho do jeca e fiz 901 shows com ele em circos pelo Brasil afora; desde que ele se foi entre 10 de setembro de 1.983 até 2.012 ano de seu centenário; fiz pelo Brasil afora 1.598 espetaculos com o nome de TEM UM JECA NA CIDADE com André Luiz Mazzaropi – O Filho do Jeca; André Luiz Mazzaropi –

  2. Marcos Silva 9 de maio de 2010 12:13

    Amigos e amigas:

    Mazzaropi foi um ator muito talentoso, como Glauber Rocha (que fazia um cinema tão diferente do dele) o reconheceu no livro “Revisão crítica do cinema brasileiro”. A socióloga Soleni Biscouto Fressato defendeu, em 2009, a tese de doutorado “Caipira sim, trouxa não – Representações da cultura popular no cinema de Mazzaropi”, na UFBA, sobre o artista. O livro está para ser publicado pela EDUFBA, com posfácio meu.
    Abraços a todos e todas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo