Entrevista com o cantor Sérgio Ricardo

Em entrevista à Folha a respeito da estreia de “Uma Noite em 67”, filme que aborda o 3º Festival de Música Popular Brasileira da TV Record que lhe rendeu uma vaia memorável, o cantor Sérgio Ricardo desmente a máxima de que “nossos ídolos ainda são os mesmos” e nega ter pertencido à “última geração de gênios da MPB”.

aqui

Comentários

Há 2 comentários para esta postagem
  1. izabel aelxandre. 18 de fevereiro de 2011 20:53

    amo a sua musica, folha de papel que me ajudou muito, quando soube que estava com cancer de mama. foi na voz de um dvd, do tim maia. passava todo o dia escutando a sua musica, e sabe, nao enjoei dela. fiz mamografia e estou curada, foi DEUS, que me fez escutar a sua musica. voce toca violao maravilhosamente. em uma noite em 67 eu tinha 10 anos. agora moro em sao lourenço sul de minas gerais. um beijo no seu coracao. izabel alexandre.

  2. Jarbas Martins 29 de julho de 2010 10:04

    1967 foi um ano decisivo em nossas vidas.mas fujamos, por favor, de saudosismos. existia à época
    o medo, a delação, o colaboracionismo. a delação regiamente premiada. como diria rimbaud em suas cervejadas no inferno: “conheci cada filho de família…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo