Entrevista com o escritor irlandês Colm Tóibin

Público

Em “Brooklyn”, Colm Tóibin segue a lição de Henry James e cria um mundo estritamente confinado ao olhar e à mente da protagonista. “É como ter um guardanapo pousado numa toalha e só poder olhar para o guardanapo”, diz nesta entrevista.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 5 =

ao topo