Entrevista – Gonçalo M. Tavares e a glória do português

Os dois livros que o escritor português Gonçalo M. Tavares está lançando na Bienal do Rio, ambos pela editora Casa da Palavra, saíram em Portugal com um intervalo de sete anos: O Senhor Valéry é de 2002 e O Senhor Swedenborg, de 2009. Mas a cronologia não faz muita diferença para o autor de uma obra prolífica que desde sua estreia, em 2001, já alcançou o impressionante número de 27 títulos.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 12 =

ao topo