As escolhas individuais dos críticos de livros (ficção, poesia e literatura de viagem)

JORNAL PÚBLICO

Críticos do jornal Público, de Portugal, escolhem os melhores livros de 2014.

António Guerreiro

1.- Diários. Diários de Viagem, de Franz Kafka (Relógio D’Água)
2. – Não Sabemos Mesmo o que Importa, de Paul Celan (Relógio D’Água)
3. – Elogio do Inacabado, de Agustina Bessa-Luís (Fundação Calouste Gulbenkian)
4. – Bonsoir, Madame, de Manuel de Castro (Língua Morta)
5. – A Morte Sem Mestre, de Herberto Helder (Porto Editora)
6. – A Palavra Imediata. Livro de Horas IV, de Maria Gabriel Llansol (Assírio & Alvim)
7. – Nós, Luminosos e Elevados Anjos, de William T. Vollmann ( 7 Nós)
8. – Notícias em Três Linhas, de Félix Fénéon (Editora Exclamação)
9. – 60 Histórias, de Donald Barthelm (Antígona)
10. – Hotel, de Paulo Varela Gomes (Tinta da China)
11. – (ou, transigindo, de que lado passara a morrer, a clarear)?, de Rui Nunes (Língua)
12. – Corpo Santo, de Ruy Cinatti (Averno)
13. – Nó, de Daniel Jonas (Assírio & Alvim)
14. – A Misericórdia dos Mercados, de Luís Filipe Castro Mendes (Assírio & Alvim)
15. – Ubi Sunt, de Manuel de Freitas (Averno)
16. – Uma Menina Está Perdida no Seu Século à Procura do Pai, de Gonçalo M. Tavares (Porto Editora)
17. – Obra Escrita I, de João César Monteiro (Letra Livre)
18. – Cláudio e Constantino, de Luísa Costa Gomes (Publicações Dom Quixote)
19. – Vinte Degraus e Outros Contos, de Hélia Correia (Relógio D’Água)
20. – Lotte em Weimar, de Thomas Mann (Nova Vega)
Gustavo Rubim

1. – Jóquei, de Matilde Campilho (Tinta-da-China)
2. – A Morte sem Mestre, de Herberto Helder (Porto Editora)
3. – Autocataclismos, de Alberto Pimenta (Pianola)
4. – Dançam; Dançam, de Marta Navarro / Paola d’Agostino, (Editora A Tua Mãe)
5. – 60 Histórias, de Donald Barthelme (Antígona).
6. – 500 Poemas Chineses, de A. Graça de Abreu / Carlos Morais José (Nova Veja)
7. – O Mundo de Ontem, de Stefan Zweig (Assírio & Alvim)
8. – Ö, de Álvaro Seiça, (Edição do Autor)
9. – Marsupial, de Catarina Nunes de Almeida (Mariposa Azual)
10. – 75 Poemas de Ruy Cinatti, (antologia organizada por Manuel de Freitas, Averno)
11. – Não Sabemos mesmo O Que Importa, de Paul Celan, (tradução e posfácio: Gilda Lopes Encarnação, Relógio d’Água)
12.- Contos Reunidos, de Aldous Huxley (Antígona)
13.- Diários de Viagem, de Franz Kafka (Relógio d’Água)
14 – Amálgama, de Rubem Fonseca (Sextante)
15. – Matéria, de Rosa Maria Martelo (Averno)
16.- O Osso da Borboleta, de Rui Cardoso Martins (Tinta-da-China)
17.- Contos Argentinos, de AA. VV. (Editorial Presença)
18.- O Sangue das Flores, de Rute Castro (Artefacto)
19.- Um Bárbaro em Casa, de Frederico Pedreira (Língua Morta).
20.- Quem Viaja Encontra os Segredos Antigos Mas Perde os Sapatos Novos, de Rui de Almeida Paiva (Dois Dias Edições)

Helena Vasconcelos

1.- Educação Europeia, Romain Gary (Sextante)
2.- O Osso da Borboleta, Rui Cardoso Martins (Tinta da China)
3.- Os Luminares, Eleanor Catton, (Bertrand)
4.- Cláudio e Constantino, Luisa Costa Gomes, (D. Quixote)
5. – Crónicas do Mal de Amor, Elena Ferrante (Relógio D’Água)
6.- Terra Amarga, Joyce Carol Oates (Sextante)
7.- A Festa da Insignificância, Milan Kundera (D. Quixote)
8.- O Rei Pálido, David Foster Wallace (Quetzal)
9.- 60 Histórias, Donald Barthelme (Antígona)
10.- O Meu Amante de Domingo, Alexandra Lucas Coelho (Tinta da China)
11.- O Enredo Conjugal, Jeffrey Eugenides (D. Quixote)
12. – O Grande Jacques Coeur, Jean-Cristophe Rufin, (Porto Editora)
13. – As Leis da Fronteira, Javier Cercas (Relógio D’Água)
14.- Meninas, Maria Teresa Horta (D. Quixote)
15.- A Rainha da Neve, Michael Cunningham (Gradiva)
16.- 22/11/63 de Stephen King (Bertrand)
17.- Os Factos, Philip Roth ( D. Quixote)
18.- A Filha do Papa, Dário Fo (D. Quixote)
19.- As Aventuras Periféricas, Patrick Modiano (Porto Editora)
20.- A Improvável Viagem de Harold Fry, Rachel Joyce (Porto Editora)

Isabel Coutinho

1.- Jóquei, Matilde Campilho (Tinta da China)
2.- Amálgama, Rubem Fonseca (Sextante Editora)
3.- Morte sem Mestre, Herberto Helder (Porto Editora)
4.- 60 Histórias, Donald Barthelme (Antígona)
5.- Assim para Nós Haja Perdão, A.M. Homes (Relógio D’Água)
6.- Uma Menina está perdida no seu século à procura do pai, Gonçalo M. Tavares (Porto Editora)
7.- Educação Europeia, Romain Gary (Sextante)
8.- Até nos vermos lá em cima, Pierre Lemaitre (Clube do autor)
9.- A estrada para Oxiana, Robert Byron (Tinta da China)
10.- Dália Azul, ouro negro- viagem a Angola, Daniel MetCalfe (Tinta da China)
11.- Um Estranho Lugar para morrer, Derek B. Miller (Asa)
12.- Maneiras de Voltar a Casa, Alejandro Zambra, Divina Comédia
13.- Terra Amarga, Joyce Carol Oates, Sextante Editora
14.- A metametamorfose e outras fermosas morfoses, Rui Zink, Teodolito
15.- Stoner, JohnEdward Williams, Dom Quixote
16.- As Meninas, Maria Teresa Horta, Dom Quixote
17.- Cavalo Pálido, Pálido Cavaleiro, Katherine Anne Porter
18.- Literatura de Cordel – uma antologia, José Viale Moutinho, Círculo de Leitores
19.- A Peregrinação do Rapaz Sem Cor, Haruki Murakami, Casa das Letras
20.- A Festa da Insignificância, Milan Kundera, D. Quixote

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo