Escrever bem escrevendo mal

Por Ivan Lessa

Todos nestas ilhas têm como verdade universal que um dos melhores, se não o melhor texto, da literatura inglesa é o de Jane Austen.

Orgulho e Preconceito, Persuasão, Emma, Sentido e Sensibilidade, Northanger Abbey, para citar suas obras de 1811 a 1818, e que constituem o grosso – a bem dizer o fino – de sua produção literária, são estudados, adaptados para o cinema e a televisão, lidos e relidos não só para quem procura apenas uma boa leitura, mas todos aqueles que querem aprender.

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. João da Mata 27 de outubro de 2010 19:45

    Jane nao precisava desse comentário enviezado do Lessa. Outro dia ele escreveu falando mal dos proverbios. Absurdo
    Jane é maravilhosa. Escreve muito bem; com estilo, elegancia e precisão. Pronto . Ponto. Uma das maiores escritoras da lingua de MIlton e Shakespeare.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo