theo g alves

Escritor Theo G. Alves lança seu quarto livro neste mês de agosto

Livro de contos “Por que não enterramos o cão?” está em pré-venda e será lançado
pela Editora Patuá

Em “Por que não enterramos o cão?”, seu quarto livro publicado, sendo o primeiro de contos, o escritor norte-rio-grandense Theo G. Alves reúne textos escritos e reescritos ao longo de quase vinte anos, em que se propõe a lidar com personagens e espaços cujos nomes se confundem nas memórias de seus narradores e nos grandes temas da humanidade, tomando lugar nas coisas miúdas da vida cotidiana.

Nas palavras do escritor Ricardo Terto (Os dias antes de nenhum), que apresenta a obra, o livro convida seus leitores a um encontro de curiosidade e cumplicidade em torno de suas narrativas:

“A exposição pode causar um ou outro escândalo em olhares apenas curiosos. A curiosidade é peça importante da leitura, mas para além dela existe a cumplicidade. Todo corpo é cúmplice de sua morte e essa é apenas uma das respostas possíveis para ‘Por que não enterramos o cão?’”

Theo G. Alves é autor dos livros de poemas “Pequeno manual prático de coisas inúteis” (2009), “A máquina de avessar os dias” (2015) e “Doce azedo amaro” (2018), e agora traz a público “Por que não enterramos o cão?” através da Editora Patuá.

O livro encontra-se em pré-venda no site da Editora e está sendo entregue com frete grátis para todo o Brasil até 9 de agosto.

Trecho do conto “Por que não enterramos o cão?”:

“a alegria de sua companhia e a disposição de sua guarda nos serviu sempre. repetia a ela as palavras novas que aprendia pelo pequeno mundo que me cercava e ela abanava a cauda para me saudar numa oferenda táctil à minha pequena e recém-descoberta solidão. ela deitava-se ao pé de mim e acompanhava as primeiras leituras em que eu ainda claudicava até os primeiros deslumbramentos dos livros mais pesados. eu ainda não sabia de mortes, exatamente. no entanto, eu sabia que deveríamos tê-la enterrado: fiz silêncio, apenas. devo ter ousado perguntar por que não enterramos o cão, mas aceitei o silêncio das respostas. assisti quieto e pesaroso às imensas mãos do homem colocar o cão breve no saco de estopa. pus-me a rezar, porque ainda não sabia que isso valia tão pouco. só precisávamos ter enterrado o cão. por que não o enterramos?

por que não enterramos o cão?”

Sobre o autor:

Theo G. Alves nasceu em dezembro de 1980, em Natal – RN, mas cresceu em Currais Novos e é radicado em Santa Cruz, cidades do interior norte-rio-grandense. É escritor e fotógrafo: publicou os livros artesanais Loa de Pedra (poesia) e A Casa Miúda (contos), além de ter participado de várias coletâneas de poesia e contos. Em 2009, lançou seu Pequeno Manual Prático de Coisas Inúteis (poesia e contos); em 2015, A Máquina de Avessar os Dias (poesia), ambos pela Editora Flor do Sal. Em 2018, através da Editora Moinhos, publicou Doce Azedo Amaro (poesia). Venceu o Prêmio Nacional Ignácio de Loyola Brandão de Literatura com o conto Por que Não Enterramos O Cão?, que dá nome a seu mais novo livro.

Contatos:

Telefone 84 99892-7822

e-mail prof.theoalves@gmail.com

Facebook https://www.facebook.com/theo.alves.71

Instagram https://www.instagram.com/theoalvesphoto

 

Sobre a Editora:

A Editora Patuá – Livros são amuletos – é uma alternativa no mercado editorial: com o objetivo principal de publicar bons autores que ainda não encontraram espaço nas grandes editoras, mas que também não desejam pagar pela edição da própria obra, pretendemos apresentar ao público livros com excelente qualidade gráfica e, sobretudo, literária. Iniciamos nossas atividades editoriais em fevereiro de 2011 e, após oito anos de muito trabalho e quase 1000 títulos publicados, nos estabelecemos como uma das principais editoras independentes do país, conquistando duas vezes o Prêmio São Paulo de Literatura, três vezes o Prêmio Jabuti, o Prêmio Açorianos, o prêmio Casa de las Américas, e deixando autores e autoras finalistas e semifinalistas do principais prêmios literários do país.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 5 =

ao topo