Estão me confundindo

A internet é uma caixona de surpresas, parafraseando o clichê futebolístico. Chega cada e-mail maluco na minha conta… Deve chegar também na de vocês. Anexos remetidos por desconhecidos, bancos, lojas, Receita Federal, de mulheres com mensagens sedutoras tipo “você foi arrasador naquela noite, veja as fotos” etc. Eu não abro nem torturado, é vírus na certa. Esse último tipo de apelo não me pega, primeiro que nem saindo mais de noite eu estou – vista curta, confundindo gatos e lebres -, segundo porque sempre estive mais para arrasado do que para arrasador.

A impressão que tenho é que me confundem (com Carlos de Sousa, Fernando Monteiro, Gustavo de Castro, Damata? pluralistas bonitões e endinheirados), por isso o e-mail que recebi hoje, com uma oferta de venda do Haras Maktub, com 21 alqueires na Rodovia Castelo Branco, em São Paulo. Gostei do nome do haras. Mas, claro, a proposta bateu na porta errada, não tenho dinheiro sequer para comprar uma mula e sair mascateando por aí, visto que com jornalismo tá cada vez mais difícil descolar uns trocados, quanto mais para um haras. O único haras que conheço, de foto, é o do deputado federal Henrique Alves, se tivesse o endereço virtual dele eu encaminharia o e-mail. Henrique é aquele que foi flagrado em plena sessão do Congresso “lendo” uma Playboy. Pelo menos não era a Veja!

No Twitter também não estamos livres de seguidores os mais exóticos. Tem cada figuraça me seguindo! Tipo o deputado estadual Nélter Queiroz, o vereador Adenúbio Melo, Vangogi – escrito assim mesmo e que tem como lema “os loucos que me sigam”, um perfil voltado para petições em… Portugal!. Seguem-me também o Padre Celestino, sempre preocupado com a corrupção, e uma tal de ViviDantasgp. É isso mesmo, uma estonteante (com uma ajudinha do silicone) garota de programa, que “trabalha e estuda” em São Paulo e tem mais de 10 mil tarados, digo seguidores, em seu encalço.

A moça postou lá no perfil o currículo (passou pelo SBT e Band!!!) e um book de fotos que, segundo a própria, saiu na Sexy. Fotos tipo aquelas da Sexy, vocês já devem ter visto as capas dessa revista em alguma banca, se é que não compraram e folhearam. Só dá para olhar com os menores longe. Também detalha todos os serviços que presta. De um profissionalismo difícil de encontrar no Brasil, quer seja em nível governamental ou mesmo na dita iniciativa privada ou mesmo nos pequenos prestadores de serviços (encanadores, carpinteiros etc), a maioria um bocado de marreteiros (enrolões).

Penso que a bonitona também me confundiu, como os caras do haras. Além das fotos, tem lá o valor que a jovem cobra por seus prazerosos serviços, somente… 250 Reais a hora. Ontem, ela postou o seguinte tweet: “Cheguei em Sampaaa!!!! amanhã estou atendendo normalmente. bjsssssss…………….”. Diga se não é uma profissional uma mulher dessas. Acho que o que está faltando no Brasil é justamente esse nível de profissionalismo. Só tem amador, a começar por mim.

Comentários

Há 8 comentários para esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 5 =

ao topo