Eu Amo Streaming e você deveria amar também

Nesses vinte anos que trabalho com música muita coisa já rolou e muitas mudanças de comportamento aconteceram para quem é consumidor voraz de música. Mas numa boa, nunca foi tão legal ouvir música como agora e nem adianta chorar as pitangas dos tempos antigos, porque contra fatos não há argumentos.

Sim, eu amo vinil, amo K7, acho chique, minha banda principal, os Camarones Orquestra Guitarrística acabou de lançar seu disco mais recente em K7 e Vinil; um verdadeiro luxo e um fetiche enorme. Sempre odiei o CD; eles são pequenos, reduziram o tamanho das artes dos discos, que eu gostava muito de observar, sem contar que a mídia física somada à mídia digital nunca duram muito. Uma hora você pensa que tem uma coleção de CDs, mas eles simplesmente não funcionam mais.

Fiquei pensando onde daria isso tudo quando veio o mp3 e finalmente o paraíso chegou com a era do streaming, onde você não guarda nada do que consome. Simplesmente vai lá e “come” o áudio a hora que quiser, pelo tempo quiser e sem precisar ser “dono” de nada. A oferta de música chega a ser indecente porque você pode ouvir TUDO O QUE QUISER com apenas um click. Estou aqui ouvindo discos novos do Blink182, Red Hot Chili Peppers, Courtney Barnett, entre outros artistas. Todos eu levaria muito tempo para acessar se não fosse o streaming do youtube ou de plataformas como o Spotify, Deezer, entre outras (assino os dois).

Compre um bom fone, um celular que aguente o rojão e entre nesse mundo do streaming. Quem gosta mesmo de música, de conhecer novidades ou de “reouvir” algo que há tempos não ouvia é a melhor opção. Vale cada real pago na assinatura! Aproveitando a onda de música autoral, que fez parte do debate na cultura local essa semana, digo que os principais artistas da cidade estão no Spotify e Deezer. Aproveitem e cliquem na gente por lá também que fortalece!

Músico, produtor cultural, promotor do Festival Dosol e pronto para contar as vivências intensas da música de Natal e do mundo, porque viver é uma trilha sonora ininterrupta. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 7 =

ao topo