Existem escritores (hoje) no RN?

Sanderson Negreiros existe.

Marcos Silva existe.

Antônio Francisco existe.

Pery Lamartine existe.

Carmen Vasconcelos existe.

Vicente Serejo existe.

Tarcísio Gurgel existe.

Adriano de Sousa existe.

Iracema Macedo existe.

Lisbeth Lima existe.

João Batista de Moraes Neto existe.

David Leite existe.

Rubinho existe.

Carlão existe.

Alex de Souza existe.

Franklin Jorge existe.

Paulo de Tarso Correia de Melo existe.

Bartolomeu Correia de Melo existe.

Carito existe.

José Delfino existe.

Mario Ivo existe.

Ana de Santana existe.

Dunga existe.

Civone existe.

Alexandre Abrantes existe.

Moacy Cirne existe.

Nei Leandro existe.

Clauder existe.

Inácio existe.

Iara Carvalho existe.

Gustavo de Castro existe.

François Silvestre existe.

Eduardo Gosson existe.

Sérgio Vilar existe.

Cláudio Galvão existe.

Marize Castro existe.

Nelson Patriota existe.

Jarbas Martins existe.

Charles Phelan existe.

Manoel Onofre existe.

Alex Nascimento existe.

João Andrade existe.

Anchella existe.

Deífilo Gurgel existe.

Carlos Gurgel existe.

Humberto Hermenegildo existe.

Mario Gerson existe.

Anna Maria existe.

Francisco Fernandes Marinho existe.

Roberto Silva existe.

Márcio de Lima Dantas existe.

Alexis Peixoto existe.

Paulo Augusto existe.

Michelle Ferret existe.

Jânia Souza existe.

Cláudia Magalhães existe.

Dorian Gray Caldas existe.

Adriano Gray Caldas existe.

Ruben G. Nunes existe.

Juliano Siqueira existe.

Ivan Maciel existe.

Laurence Bittencourt existe.

Gutemberg Costa existe.

Rodrigo Levino existe.

Bené existe.

Diva Cunha existe.

Francisco Sobreira existe.

Dácio Galvão existe.

Falves existe.

Anchieta Fernandes existe.

Cefas existe.

Cid existe.

Pablo existe.

Fialho existe.

Patrício existe.

Theo Alves existe.

Plínio Sanderson existe.

Marize Castro existe.

Caio Cesar Muniz existe.

Nivaldete existe.

Rizolete existe.

Antoniel Campos existe.

Sérgio Dantas existe.

Homero Costa existe.

Ada Lima existe.

Demétrio Vieira Diniz existe.

Paulo Balá existe.

Alex Medeiros existe.

Woden Madruga existe.

Volonté existe.

Racine Santos existe.

Kaliane Sibelli existe.

Muirakytan existe.

Todos existem (e outros, ainda) porque, de alguma forma (seja qual for), eu os amo e os odeio.

Eu só…resisto.

Advogado público e escritor/poeta. Membro da Academia Norte-Rio-Grandense de Letras. [ Ver todos os artigos ]

Comments

There are 15 comments for this article
  1. Nina Rizzi 5 de Dezembro de 2010 18:47

    marize castro em reprise, ela merece, merece…
    e eu também existo, caríssimo. estar na fortaldeleuze-dela é circunstancial…
    beijos.

  2. Lívio Oliveira 5 de Dezembro de 2010 19:05

    Nina, Nina, niña mala, você existe?

    Claro! Em todos os cantos. Os seus, hipnóticos, e os nossos, embevecidos.

    Marize, pelo que percebi, existe duas vezes em mim.

    Beijo.

    p.s. Adoro suas travessuras…

  3. Erivan S. da Costa 5 de Dezembro de 2010 20:13

    Depois dessa lista pode-se dizer com razão que há mais escritores aqui do que leitores. Ou não?

  4. Lívio Oliveira 5 de Dezembro de 2010 20:29

    Claro, senhor Erivan. Do jeito que você quiser. Você, que é um grande leitor e, certamente, um grande escritor. Possivelmente, o maior de todos. O maior do mundo.

  5. Nina Rizzi 6 de Dezembro de 2010 9:06

    lívio, lá em são paulo a gíria ‘mala’ quer dizer uma pessoa incoveniente, um estropício… mas acho que não é o mesmo sentido aqui no ne, hm? rsrsrs…

    ps: então não te dou um doce :p
    ps²: a ironia é das mais belas figuras de linguagem, mas não das poéticas, dizia o papai, que os vermes o tenham.

    beijos.

  6. Orlando Baracho 6 de Dezembro de 2010 9:08

    tá faltando Hosório Almeida e João da Mata. Não precisa me bater, poeta valente.

  7. Lívio Oliveira
    Lívio Oliveira 6 de Dezembro de 2010 9:13

    Nina, menina, o que escrevi foi uma brincadeira com o título de Mario Vargas Llosa:

    “Travessuras de La Niña Mala” (em português: “Travessuras da Menina Má”).

    Um belo livro que li, nesses dias, nas edições em português e em espanhol.

    Perdoe-me se não entendeu. Por um momento, achei que tinha lhe agradado. rsrsrsrsrsrsrs

    Beijão.

  8. Lívio Oliveira
    Lívio Oliveira 6 de Dezembro de 2010 9:17

    Osório, não é, Baracho?

    Bato não, bato não,
    cabra macho!

  9. Nina Rizzi 6 de Dezembro de 2010 9:35

    nem percebi, lívio. de qualquer maneira, sei que, de fato, mala tem um sentido no sul e outro aqui, vc sabe me dizer qual?

    quanto ao llosa, gosto muito do ‘elogio a madrasta’, ‘a guerra do fim do mundo’; a niña mala não li, perdoe-me, mas eu só tenho 27 e tenho tempo, me recuso a morrer antes dos 127… dia desses, ano passado e salvo engano em sua página, li uma entrevista do llosa tão reacionária que levei um susto. então, por horas e oras, lerei proust, aquele enfadonho (sim, me chibatam!).

  10. Lívio Oliveira
    Lívio Oliveira 6 de Dezembro de 2010 11:48

    Tem problema não, Nina, menina. Continuo gostando de suas travessuras.
    E, com Proust, você está em excelente companhia. No caminho certo, “…caminho de Swann”.

    No que tange à personalidade “reacionária” de Llosa, não afeta a boa literatura que produz.

    Beijinho.

  11. Nina Rizzi 6 de Dezembro de 2010 12:07

    não, não afeta mesmo. ô, sabe que um dos maiores ‘baratos’ da internet é que agora nossos ‘ídolos’ se mostram para além de suas artes; quando, por exemplo, eu ia imaginar que caetano veloso, rita lee, e o próprio llosa, teriam certos posicionamentos?… é isso aí, democracia cultural e de ‘personalidade’…

    beijos mais 🙂

  12. Nina Rizzi 6 de Dezembro de 2010 12:08

    ah, acabo de descobrir o sentido nordestino pra ‘mala’: é uma abreviação de ‘malaco’, esperto… hehehehe…

  13. Horácio Oliveira 6 de Dezembro de 2010 15:45

    Lívio, o João da Mata é o nosso Harold Bloom.

  14. Lívio Oliveira
    Lívio Oliveira 6 de Dezembro de 2010 17:12

    Horácio, rapaz, deixe de maldade…

  15. Lívio Oliveira
    Lívio Oliveira 6 de Dezembro de 2010 17:14

    Espertinha, né, Nina? rsrsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP