Fafá também já foi boa!

Fernando:

Dizem que Fafá odeia quando a consideram pé-frio (“Quem tiver pé pequeno, vá embora”, como diz o samba de roda). Como sou um senhor de certa idade (58, corpanzil de 59), lembro da jovem Fafá, robusta-gostosa (falam muito dos seios mas não era só isso, tinha uns quadris de responsa), alegre-tesuda, repertório inicial muito bom, com aspecto de êxtase sem aditivos. Depois, foi piorando, piorando até chegar ao hino e ao sub-sertão mais recente, com visual de perua padrão, parece alpinista em novela da Globo. Lamento. Talentos devem florescer: “Belezas são coisas acesas por dentro / Tristezas são belezas apagadas pelo sofrimento”. “Vocês, Marias de agora…”.
Abraços:

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

ao topo