Favorito, ‘Birdman’ leva quatro prêmios em Oscar politizado

Por Guilherme Genestreti
FOLHA DE SÃO PAULO

Em cerimônia de pouco brilho, muita política e poucas surpresas, o favorito “Birdman” levou os principais prêmios na 87ª edição do Oscar.

O longa ganhou como melhor filme e deu o prêmio de direção a Alejandro González Iñárritu por sua história sobre um ator decadente que tenta a sorte na Broadway. No total levou quatro prêmios, batendo outro favorito, “Boyhoood”, de Richard Linklater, rodado durante 12 anos.

Foi o segundo ano consecutivo em que um mexicano foi escolhido como melhor diretor. Em 2014, Alfonso Cuarón venceu por “Gravidade”.

Não houve muitas surpresas nas categorias de atuação.

Pelo papel do físico Stephen Hawking, Eddie Redmayne ganhou como melhor ator em “A Teoria de Tudo”, desbancando o outro favorito: Michael Keaton, de “Birdman”.

O prêmio de atriz foi para Julianne Moore (“Para Sempre Alice”), que vive uma mulher com Alzheimer. J. K. Simmons ganhou como ator coadjuvante em “Whiplash”, e Patricia Arquette, como atriz coadjuvante em “Boyhood”.

Os prêmios foram anunciados na noite do domingo (22), em cerimônia com menos acontecimentos marcantes, mas muita política.

Um dos poucos momentos mais emocionantes foi a apresentação da música “Glory”, de John Legend e Common, que venceu como canção original, dando a única estatueta ao filme “Selma”. A apresentação e o discurso de Legend sobre igualdade racial levaram atores às lágrimas.

Já Patricia Arquette discursou pedindo equiparação salarial entre homens e mulheres em Hollywood, sendo aplaudida por Meryl Streep.

Ao receber o prêmio de melhor diretor, Alejandro González Iñárritu citou os imigrantes mexicanos. E o roteirista Graham Moore (vencedor por roteiro adaptado em “O Jogo da Imitação”) citou os gays.

Outro momento de engajamento político foi o prêmio de melhor documentário dado a “Citizenfour”, de Laura Poitras, sobre o ex­agente da NSA Edward Snowden. O jornalista Glenn Greenwald, responsável por veicular as revelações de Snowden, subiu ao palco com a equipe.

Nesta categoria competia a coprodução brasileira “O Sal da Terra”, de Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado, sobre o fotógrafo Sebastião Salgado, que perdeu.

Indicado a sete estatuetas, “Grande Hotel Budapeste”, de Wes Anderson, levou quatro prêmios técnicos: direção de arte, figurino, trilha sonora e maquiagem.

Em filme estrangeiro, o vencedor foi o polonês “Ida”, de Pawel Pawlikowski. O longa trata da história de uma noviça que descobre um segredo familiar ligado à ocupação nazista na Polônia.

Anfitrião do Oscar pela primeira vez, o ator Neil Patrick Harris (“How I Met Your Mother”) começou a apresentação com um número musical que fez referências a filmes como “Dançando na Chuva” e “Instinto Selvagem”.

Depois, só de cueca, imitou uma das cenas mais conhecidas de “Birdman”, de Iñárritu.

Veja a lista com todos os premiados:

Filme
“Boyhood”
“O Jogo da Imitação”
“Whiplash”
“Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)”
“O Grande Hotel Budapeste”
“Selma”
“A Teoria de Tudo”
“Sniper Americano”

Diretor
“Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)” Alejandro G. Iñárritu
“Boyhood” Richard Linklater
“Foxcatcher” Bennett Miller
“O Grande Hotel Budapeste” Wes Anderson
“O Jogo da Imitação” Morten Tyldum

Ator
Steve Carell em “Foxcatcher”
Bradley Cooper em “Sniper Americano”
Benedict Cumberbatch em “O Jogo da Imitação” Michael Keaton em “Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)”
Eddie Redmayne em “A Teoria de Tudo”

Ator coadjuvante
Robert Duvall em “O Juíz”
Ethan Hawke em “Boyhood”
Edward Norton em “Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)” Mark Ruffalo em “Foxcatcher”
J.K. Simmons em “Whiplash”

Atriz
Marion Cotillard em “Dois Dias, Uma Noite”
Felicity Jones em “A Teoria de Tudo”
Julianne Moore em “Para Sempre Alice”
Rosamund Pike em “Garota Exemplar”
Reese Witherspoon em “Livre”

Atriz coadjuvante
Patricia Arquette em “Boyhood”
Laura Dern em “Livre”
Keira Knightley em “O Jogo da Imitação”
Emma Stone em “Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)” Meryl Streep em “Caminhos da Floresta”

Fotografia
“Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)”, Emmanuel Lubezki
“O Grande Hotel Budapeste”, Robert Yeoman
“Ida”, Lukasz Zal and Ryszard Lenczewski
“Sr. Turner”, Dick Pope
“Invencível”, Roger Deakins

Filme estrangeiro
“Ida” (Polônia)
“Leviathan”, (Rússia)
“Tangerines”, (Estônia)
“Timbuktu” (Mauritânia)
“Wild Tales”, (Argentina)

Animação
“Operação Big Hero”
“Os Boxtrolls”
“Como Treinar o Seu Dragão 2”
“Song of the Sea”
“O Conto da Princesa Kaguya”

Melhor canção
“Everything is Awesome”, “Uma Aventura Lego”
“Glory”, “Selma”
“Grateful”, “Behind the Lights”
“I’m Not Going to Miss you”, Glen Campbell
“Lost Stars”, “Mesmo Se Nada Der Certo”

Efeitos especiais
“Capitão América 2: O Soldado Invernal”
“Planeta dos Macacos: O Confronto”
“Guardiões da Galáxia”
“Interstelar”
“X­Men: Dias de um Futuro Esquecido”

Documentário
“Citizenfour”
“A Fotografia Oculta de Vivian Maier”
“Last Days in Vietnam”
“O Sal da Terra”
“Virunga”

Curta documentário
“Crisis Hotline: Veterans Press 1” Ellen Goosenberg Kent and Dana Perry
“Joanna” Aneta Kopacz
“Our Curse” Tomasz Sliwinski and Maciej Slesicki
“The Reaper (La Parka)” Gabriel Serra Arguello
“White Earth” J. Christian Jensen

Montagem
“Sniper Americano”
“Boyhood”
“O Grande Hotel Budapeste”
“O Jogo da Imitação”
“Whiplash”

Edição de som
“Sniper Americano”
“Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)”
“O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos”
“Interstelar”
“Invencível”

Mixagem de som
“Sniper Americano”
“Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)”
“Interstellar”
“Unbroken”
“Whiplash”

Curta de animação
“The Bigger Picture”
“The Dam Keeper”
“Feast”
“Me and My Moulton”
“A Single Life”

Figurino
“O Grande Hotel Budapeste” Milena Canonero
“Vício Inerente” Mark Bridges
“Caminhos da Floresta” Colleen Atwood
“Malévola” Anna B. Sheppard and Jane Clive
“Sr. Turner” Jacqueline Durran

Roteiro adaptado

“Sniper Americano”, Jason Hall
“O Jogo da Imitação”, Graham Moore
“Vício Inerente”, de Paul Thomas Anderson
“A Teoria de Tudo”, de Anthony McCarten
“Whiplash”, de Damien Chazelle

Roteiro original
“Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)”, de Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris, Jr. & Armando Bo
“Boyhood”, de Richard Linklater
“Foxcatcher”, de E. Max Frye and Dan Futterman
“O Grande Hotel Budapeste”, de Wes Anderson; história de Wes Anderson & Hugo Guinness
“Nightcrawler”, de Dan Gilroy

Curta­metragem em live action
“Aya”
“Boogaloo and Graham”
“La lampe au beurre de yak”
“Parvaneh”
“The Phone Call”

Trilha sonora
“O Grande Hotel Budapeste”
“O Jogo da Imitação”
“Interstelar”
“Sr. Turner”
“A Teoria de Tudo”

Maquiagem e cabelo
“Foxcatcher”
“O Grande Hotel Budapeste”
“Guardiões da Galáxia”

Direção de arte
“O Grande Hotel Budapeste”
“O Jogo da Imitação”
“Interstelar”
“Caminhos da Floresta”
“Sr. Turner”

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo