Fé na grana

Malasaia era um rapaz pobre. Muito inteligente, resolveu ficar rico. Alugou uma garagem abandonada e pagou o primeiro aluguel com o trabalho de restaurar o velho prédio. Convocou os vizinhos e conhecidos para uma Segunda-Feira de oração. Depois, a Terça-Feira de  anunciação. A Quarta-Feira de conversão. A Quinta-Feira de comunhão. Até que chegou à Sexta-Feira da arrecadação. Sábado de Arrecadação. Domingo de Arrecadação. E se foram as orações…

Ex-Presidente da Fundação José Augusto. Jornalista. Escritor. Escreveu, entre outros, A Pátria não é Ninguém, As alças de Agave, Remanso da Piracema e Esmeralda – crime no santuário do Lima. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo