Festival de Teatro

Chico Guedes,

Vi duas peças do Festival Agosto de Teatro: “Aqueles Dois” – Cia Luna Lunera (Belo Horizonte), na abertura do evento, texto de Caio Fernando Abreu, e “A Peleja do amor no coração de Severino de Mossoró” – Grupo O Pessoal do Tarará (Mossoró). Já conhecia O Tempo da Chuva e Pobres de Marré, reapresentadas no Festival.

Tentei assistir a uma terceira montagem, mas não consegui ingresso, o TCP estava lotado. As duas peças que vi foram apresentadas no TAM, que lotou em ambas. Gostei muito de todas duas. Pelo que posso depreender, o nível geral foi muito bom.

O que me chamou a atenção foi que a maioria dos espectadores era de jovens. Isso deixa a gente muito animado e vai de encontro ao discurso de que os jovens não se interessam pela boa arte.

ao topo