Festival Dosol e outros seis projetos aprovados na Lei Câmara Cascudo

Também foram reprovados quatro projetos hoje. Vamos começar pela parte boa. Foram aprovados os projetos Festival de Música Dosol (R$ 175,1 mil, proposto por Anderson Foca); 2ª Mostra de Cinema de Gostoso (R$ 619,4 mil, proposto por Coletivo de Direitos Humanos); I Mostra de Teatro Pedro Miranda (R$ 55,3 mil, proposto por José Gleydson de Almeida); Auto do Menino Deus (R$ 149,5 mil, proposto por José Gleydson de Almeida – de novo!); Banda Perfume de Gardênia – 13 anos (R$ 87,4 mil, proposto por Bethoven); Leitura: Portal de Possibilidades, Sonhos e Realizações (R$ 19,3 mil, proposto pela Prefeitura de Pedro Velho); e Pastorinhas: apresentando a magia do folclore potiguar (R$ 48 mil, proposto por Francisco de Assis).

Foram indeferidos quatro projetos na área de música: o Casa Talento – Manutenção da Escola de Música (R$ 209,4 mil, proposto pela Associação Cultural Talento Suzuki, que talvez seja um das grandes beneficiadas com os recursos da Lei CC); Noite de Samba com o Preto Chique (R$ 70,9 mil, proposto por Romildo Pereira Pires); O samba da minha terra (R$ 129,3 mil, proposto por Andiara Freitas); e Zumbi verão cultural (R$ 210,6 mil, proposto por Alda Macedo).

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP