Figueiredo merece o Portugal Telecom. Já seu livro…

Por Sérgio Rodrigues

Prêmios, prêmios… O romance “Passageiro do fim do dia”, do escritor carioca Rubens Figueiredo, ganhou ontem o Portugal Telecom. Já tinha levado o prêmio São Paulo também. Isso faz dele, acima de qualquer dúvida, o livro de ficção do ano no país, certo? Bem, dificilmente.

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. luiza 9 de novembro de 2011 16:59

    Não entendi a crítica, pois há muitos escritores potiguares na programação participando no mesmo pé de igualdade. Aliás, são 14 locais, fora os lançamentos. Também notei na programação que não existe nenhuma diminuição de um autor local para um autor “de fora”, se é que podemos chamar assim, já que literatura é uma arte universal. Eu mesma estou ansiosa para ver uma mesa de Eucanaã Ferraz e João da Rua, ou a conversa de Woden Madruga (para mim um dos homens mais inteligentes da crônica jornalística) com o polêmico e espontâneo Miguel Tavares. E Arnaldo com prof Jarbas? Então vai ser meio a meio,. duelo de titãs como disse Lívio Oliveira outro dia. Não vejo motivo para essa crítica. É criticar por criticar. Vamos ser menos rabugentos e mais entusiastas. Se ainda não está cem por cento, com certeza vai melhorar a cada ano. Como diria um amigo meu arquiteto, esse discurso aí destoa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo