Filme liberta a fala das palestinas

palest“O diretor de gabinete do chefe da polícia de Tulkarem, no norte da Cisjordânia, ainda está pasmo. No fim do mês de outubro, no espaço de 48 horas, ele recebeu 14 telefonemas de jovens mulheres, vítimas de assédio sexual dentro de suas próprias famílias. “Em um ano, costumamos receber menos de dez confissões desse gênero”, explica o tenente Emad Salameh. “Em uma sociedade tão tradicional quanto a nossa, as mulheres preferem se calar”. O estopim dessa onda de pedidos de socorro foi um documentário de 15 minutos, intitulado “Sementes de romã douradas”, exibido alguns dias antes pela Al-Fajer TV, a cadeia de televisão de Tulkarem, e dedicado ao tabu do incesto”.

aqui

Go to TOP