FliPipa divulga programação

NO BLOG DESTINO DO SOL

Já está definida a programação do Festival Literário da Pipa – FliPipa, que acontecerá de 18 a 20 de novembro, bem como confirmadas as presenças dos autores João Gilberto Noll, Geraldo Carneiro, Daniel Galera, Rafa Coutinho, Mia Couto (foto), João Ubaldo Ribeiro, Frederico Pernambucano de Mello, Raimundo Carrero e Laurentino Gomes.

Romance, poesia, crítica, ficção, jornalismo e redes sociais, quadrinhos, historicismo e educação estarão em debate sob a tenda praiana, numa confluência de ideias e linguagens tendo a participação de alguns dos maiores autores de língua portuguesa, além de estudiosos, educadores, pesquisadores e intelectuais, jornalistas e artistas norte-rio-grandenses e o grande público.

Para mediar e interagir com os autores, estão confirmados até agora a escritora Clotilde Tavares, a professora Ilza Matias, os jornalistas Alex de Souza, Carlos Peixoto e Woden Madruga, a professora da UnP e doutora em literatura portuguesa Conceição Flores, os intelectuais Tarcísio Gurgel, Humberto Hermenegildo, Raimundo Arrais, Durval Muniz e Moacy Cirne

Entre as mesas com temas locais estão “Tradição e modernidade em Gizinha, de Policarpo Feitosa”, “Luiz da Câmara Cascudo, por uma fortuna crítica preservada” e ainda um bate-papo descontraído sobre o jornalismo nas redes sociais com jornalistas potiguares.

Ao fazer um balanço da programação, o curador do Festival Literário da Pipa, Dácio Galvão, destacou o desafio de conseguir amarrar essa tessitura literária ao mesmo tempo progressista e transgressora, em um festival de vozes tão plurais. “Os gêneros literários, sejam eles romanescos, historicistas, poéticos, muitas vezes não estancam em si ou nos seus próprios meios de veiculação, gerando ondas de conexões e expansão de novas sensibilidades. E é isso que interessa ao FliPipa”, finalizou.

Comentários

There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − um =

ao topo