Fora do filme do centenário, Coutinho revela discussão com Pelé em livro

Pelé (à dir.) conversa com Coutinho dentro de carro, em 1960

Pelé (à dir.) conversa com Coutinho dentro de carro, em 1960

Por Mônica Bergamo
FSP

A biografia do ex-jogador Coutinho, 69, que atuou com Pelé no Santos dos anos 60, conta o dia em que o Rei e ele discutiram em campo e disseram que não jogariam mais um com o outro. Num clássico contra o Corinthians, em 1966, Coutinho teve que ficar plantado na área adversária, pois voltava de contusão. Marcou três gols e, no intervalo, Pelé reclamou que ele não passava a bola.

A informação está na coluna de Mônica Bergamo, publicada na Folha desta terça-feira. A íntegra do texto está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha.

O livro, chamado “9 de Ouro – Coutinho, o Gênio da Área”, será lançado pela editora Realejo em junho, mês de aniversário do craque.

Coutinho foi o único ex-jogador santista que não autorizou o uso de sua imagem no documentário “Santos, 100 Anos de Futebol Arte”, em homenagem ao centenário santista.

Segundo a cineasta Lina Chamie, Coutinho chegou a receber uma equipe do documentário em Santos, onde vive, mas depois pediu para que as suas gravações não fizessem parte do filme.

Coutinho anotou 370 gols com a camisa do Santos e é o terceiro maior artilheiro da história do clube –fica atrás só de Pelé e Pepe.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 1 =

ao topo