Fórum Potiguar de Cultura lança Cartilha com Diretrizes

Por Esso Alencar

Embora eu também saiba debulhar feijão e bater laje, é quando eu canto que sou mais feliz. Por isso eu nunca reneguei o rótulo de artista, que ao pé da letra, traduz-se criador. Porém mesmo tendo feito já umas centenas de canções, poucas irão superar essa composição coletiva que iremos apresentar agora na quinta vindoura, dia 07 de julho às 10, lá no auditório do IFRN Central.

Ali, participarei como um dos atores principais, do lançamento da Cartilha de Diretrizes para a Cultura Potiguar, um documento gestado pelo Fórum Potiguar de Cultura, que reuniu no mesmo local onde será apresentado, vários representantes dos mais diversos segmentos artísticos aptos a apontarem, cada em sua modalidade, as sugestões e caminhos para o bom andamento de uma política cultural para o RN.

Ponto para nós, que ao mesmo tempo em que publicamos essa lista das principais demandas para o setor cultural, também damos prova de que o tal imobilismo quase sempre alegado pelas instituições como um fator de atraso para a abertura de um diálogo maior entre elas e a gente está com os dias contados.

Daqui a pouco, a continuarmos nesse ritmo de organização, vai ficar feio e ser constrangedor para os gestores públicos jogar apenas sobre os ombros da sociedade civil a culpa pelos percalços de suas más administrações. Pois, assim vem sendo dito, historicamente.

O documento, que contem as principais diretrizes de cada setor, resultou da reunião acontecida no final de fevereiro, que teve a participação de mais de cem agentes culturais, envolveu mais de uma dezena de linguagens artísticas e é todo pautado por propostas de uma política para a cultura legitimada pela própria classe.

Esse é o diferencial. Elaborado em conjunto pelos representantes dos fóruns existentes, com a participação de outros segmentos atuantes, a cartilha não discorre sobre os desacertos das administrações públicas, sequer os pontua ou lamenta. Mas, acertadamente, enumera de maneira propositiva os principais itens que poderão ser úteis na confecção de um plano estadual de cultura, e em sua esteira, os planos de cada município do chão potiguar, visto que inclui em suas páginas inclusive o resultado da mais recente conferência estadual.

Ademais, o texto resultante do encontro presencial do fórum traz em si um conteúdo que poderá dar abertura e suporte para uma maior interação dos artistas com outros mais diferentes setores sociais, o que tem se mostrado imprescindível nesse momento da reordenação de muitos parâmetros da cultura em âmbito nacional, nos fazendo acompanhar o ritmo do resto do país.

Com esta ação, esperamos que o nosso processo de fortalecimento se acentue, nos trazendo mais vigor e disposição para o trabalho, minimizando nossas carências e nos colocando no caminho certo para a construção de um patamar sólido em nossa área.

Agradecemos pela paciência dos que esperaram ansiosos pela finalização e publicação da cartilha, e desejamos que todos façam bom proveito do material.

ESSO (84) 9606 1926

www.sitiodoesso.com

www.myspace.com/essoa

www.youtube.com.br/felprodarte

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo