Foucault e a democracia

Daniel:

Apenas opor o pensamento de Foucault à democracia é um equívoco. Mas é certo que ele problematiza muito a democracia existente, ao discutir a multiplicidade de poderes que jamais se reduzem a um lugar fixo (aparelho de estado, p. ex.). Cabe lembrar que Foucault participou pessoalmente de protestos contra o franquismo agonizante. E os comentários sobre hospícios, hospitais e prisões foram claras denúncias de práticas centralizadoras.
Gosto daquele pequeno livro de Gérard Lebrun na coleção “Primeiros passos´, da Brasiliense: “O que é poder”. Lebrun lembra que certas coisas são melhores que outras, sem absolutizar nada. Parece-me que ele entendeu bem seu amigo Foucault.
Abraços:

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

ao topo