Fox News, Obama e a mídia brasileira

“O canal Fox News, do multimilionário Rupert Murdoch, desde a posse de Obama assumiu posição beligerante em relação ao seu governo. Um grupo midiático fazer esse tipo de demonstração de força não é exatamente algo novo. A diferença é que dessa vez o país é os EUA. E o presidente não aceitou a chantagem.

Obama convocou os executivos da emissora e lhes disse que não a tratará mais como um grupo de mídia, mas como um partido de oposição. Os membros de primeiro escalão não darão entrevistas ao canal. O acesso à Casa Branca está restrito. E o presidente dos EUA também não fala com a emissora.

Do ponto de vista global este talvez seja o lance mais emblemático dos rumos que a mídia vem tomando. Encaminhei algumas perguntas ao colaborador da Fórum e professor da Tulane University Idelber Avelar. Ele explica o processo e esclarece aspectos dessa história que, aliás, nossa mídia comercial tradicional esta tratando como uma não-notícia.”

Leia a entrevista aqui

Go to TOP