FRAGMENTO – Repensando a trajetória de Oswald

Este texto de Luiz Costa Lima sobre Oswald de Andrade foi escrito em fins de 2005, mas permaneceu inédito até sua publicação, há poucas semanas, no livro Luiz Costa Lima. Uma obra em questão, organizado por Dau Bastos para a editora Garamond. Vale lembrar que Costa Lima já se detivera sobre a obra de Oswald em dois ensaios de Pensando nos trópicos (Dispersa demanda II), “Antropofagia e controle do imaginário” (1989) e “Oswald, poeta” (1968, reelaborado em 1990). Além disso, conforme o autor observa na “Introdução” de seu grande estudo sobre a poesia brasileira moderna, Lira e antilira (Mário, Drummond, Cabral), a primeira versão daquele texto incluía um capítulo específico sobre Oswald de Andrade, eliminado, porém, da versão publicada em 1968 (em nota à 2ª edição revista, de 1995, Costa Lima informa que este capítulo, como outro dedicado a Murilo Mendes, “foram depois perdidos”).

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 16 =

ao topo