Funcarte lança edital de R$ 126 mil para literatura de cordel

Além dos três editais voltados à publicação literária, ontem, a Funcarte também oficializou outros editais. Vou divulgar cada um em posts diferentes para não confundir. Um deles é o de Literatura de Cordel, e para fins bem abrangentes. Serão selecionadas obras poéticas e literárias, de Cordel, inéditas ou reedição de obras, impressão de livros, produção de CDs e DVDs, exposições de xilogravuras, realização de apresentações de repentes, cantorias, coco, aboio, emboladas, cursos de xilogravura, feiras de arte e literatura de cordel e encontro de cordelistas e premiação de iniciativas voltadas para o fomento da literatura de cordel em Natal.

Serão três categorias. A primeira é ‘Produção de literatura de cordel’, inédita e/ou reeditada. Serão selecionados nove projetos, totalizando R$ 58 mil. É uma grana boníssima. Basta comparar com os editais de literatura. A segunda categoria é ‘Pesquisa e Trabalhos Educacionais’, ou seja: estudos de conteúdos, biografias, pesquisas de campo em comunidades da Grande Natal, inventários e atividades de qualificação de profissionais ou formação de público leitor de cordel, por meio da realização de vivências, cursos, seminários, encontros literários e oficinas. Serão selecionados até quatro projetos, totalizando R$ 24 mil.

E a terceira categoria é ‘Iniciativas de Valorização do Cordel’. Quaisquer ação de entidade formal ou informal e/ou pessoa física que contribua para a promoção, difusão e valorização da literatura de cordel, assim como artes afins, por meio de programação permanente, voltada para a participação de cordelistas, cantadores e poetas de literatura de cordel, com o mínimo de dois anos de realização comprovada. Nesta categoria poderão ser premiadas até três inciativas, totalizando R$ 38 mil. Totalizando o valor de premiação do edital em R$ 120 mil. Os três de literatura (ensaios etnográficos, poéticos e romanescos) totalizaram R$ 15 mil!

O período de inscrições já começou e vai até 18 de agosto. Os projetos serão julgados por três jurados, também remunerados ao valor de R$ 2 mil, cada. Tais quais os de literatura, ainda serão escolhidos e nomeados no Diário Oficial. De cá, só acho que o edital poderia render homenagem a algum cordelista local. Zé Saldanha, talvez. E posso estar enganado, mas nunca vi um edital tão robusto para o a literatura de cordel. A Fundação Zé Gugu publicou o edital Chico Traíra para seleção de 12 trabalhos, com tiragem de mil exemplares, ficando 70% para o autor – também outro bom incentivo, mas de menor alcance. É isso.

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP