Funcarte responderá processo por assédio moral

Por Sérgio Vilar
NO DIÁRIO DO TEMPO

A Funcarte e a Prefeitura de Natal responderão processo por assédio moral. A ação foi movida pela consultora em gestão cultural, Ilana Félix, ex-assessora técnica do órgão. A audiência está marcada para o próximo 24 de agosto. O assédio teria sido causado pelo ex-presidente Rodrigues Neto, mas neste tipo de acusação quem responde é o empregador. O processo contém 17 páginas de texto, com mensagens de Rodrigues Neto enviadas ao celular, emails de funcionários que trabalharam e ainda trabalham na Funcarte, dando apoio ou dizendo ter sofrido do mesmo assédio. Isso, afora as matérias jornalísticas. Caso vença a causa, Ilana Félix poderá receber entre R$ 50 mil (equivalente a 20 vezes o salário recebido) a R$ 100 mil, quando há agravantes. Vale a ressalva que a prefeitura pode pedir ressarcimento de Rodrigues Neto caso ele seja condenado.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo