Fundação José Augusto debate gestão de Pontos de Cultura em Brasília

O coordenador de projetos da Fundação José Augusto (FJA), Sanclair Solon e gestores estaduais e municipais de Redes de Pontos de Cultura de diversas partes do país se reuniram dias 14 e 15, em Brasília, para um alinhamento da gestão na Política Nacional Cultura Viva.

Promovido pela Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural (SCDC), as reuniões se estendem ao longo dos dois dias, na sede da secretaria, no Edifício Parque Cidade.

Além do técnico da FJA também participou do encontro o potiguar Teotônio Roque, representantes da Comissão Nacional dos Pontos de Cultura. Ambos encaminharam debates sobre a TEIA no RN e sobre fizeram um acompanhamentos sobre os pontos no Rio Grande do Norte.

O encontro realizou uma apresentação preliminar sobre a TEIA Nacional 2016, que ocorrerá em novembro deste ano em Salvador e terá como tema central a questão da Economia Viva, também chamada de economia solidária. As TEIAs e Fóruns estaduais ou regionais, a articulação destas redes com seus pontos e entre si também estão entre os temas previstos na programação.

Para os gestores, o encontro traz ainda a possibilidade de uma atualização sobre diversos pontos da Lei Cultura Viva, tais como a autodeclaração de Pontos de Cultura e a prestação de contas, além de abordagens mais técnicas do programa, características de cada um dos convênios firmados entre o Ministério da Cultura e estados ou municípios.
Fóruns Estaduais

Por razões de planejamento, a Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural tem promovido campanhas para que as Comissões Estaduais de Pontos de Cultura realizem Teias e Fóruns em seus territórios ainda no primeiro semestre deste ano. Os encontros estaduais e regionais têm como principal intuito o fortalecimento do Programa Cultura Viva, por meio da troca de experiências e do aprimoramento das ações dos Pontos de Cultura nos estados e municípios. São nestas instâncias, inclusive, que são eleitos os delegados que representarão seus territórios na Teia Nacional.

Os fóruns são instâncias políticas de debate, articulação e eleições de representantes dos Pontos de Cultura, que geralmente acontecem dentro das Teias Estaduais. Estas, por sua vez, são eventos maiores, que além de contarem com a realização dos fóruns, também oferecem oficinas culturais, mostras artísticas, feiras de artesanato comunitário e rodas de conversa.

O documento divulgado elenca tanto pontos programáticos ideais do encontros regionais, como por exemplo a importância da discussão das políticas culturais do Ministério da Cultura, estados e municípios e a promoção de apresentações culturais, quanto pontos voltados à realização dos eventos propriamente dita. Sugere-se, por exemplo, a mobilização de comunicadores para a divulgação e cobertura do evento, além da concepção de espaços voltados para o acolhimento de crianças, que eventualmente acompanham seus pais.

Foto: SCDC/MinC

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP