Furaro os óio do assum preto

“Ultimamente, não há nada que eu ouça mais e com maior prazer que Luiz Gonzaga. Graças à internet (e ao roubo, diria a Sony, que guarda e não reedita o baú do Gonzagão), sua obra completa voltou à ampla, geral e irrestrita circulação para quem se interesse por ela. E ouvir Gonzagão de fiá pavi só tem feito me maravilhar, espantar e deixar boquiaberto”. Pedro Alexandre Sanches

aqui

ao topo