Goiamum cultural

Em recente discurso no auditório da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte), em comentário à assinatura do termo de cooperação entre Natal e Cuba para um intercâmbio cultural, o prefeito Carlos Eduardo comentou da produção cultural vista de janeiro a janeiro na capital.

O prefeito citou programas e projetos variados e ressaltou o Natal em Natal, com o Encontro Natalense de Escritores, Auto de Natal e shows e exposições variadas. E devo concordar: o prefeito tem se voltado para a cultura. Nem tanto para a educação, como também frisou no discurso.

Realmente Natal apresenta um grande projeto ou iniciativas culturais com certa regularidade, como a criação, quinta-feira, da Associação Cultural José Martí, para estreitar os contatos entre Natal e Cuba para futuros projetos. A Associação ganhou uma sala para atuar nas dependências da Funcarte.

Agora é a vez do projeto Goiamum Audiovisual. O lançamento foi agora a pouco, às 8h, no Mercado de Petrópolis. Além do nome de muito bom gosto, o projeto é uma verdadeira miscelânia cultural, com fóruns, exposições, seminários, exibições, mostras e oficinas. Engloba, portanto, vasta programação cultural e convidados de peso.

Como discursou o prefeito, em um discurso eminentemente socialista, a cultura e a educação libertam as pessoas, sobretudo em um mundo globalizado de uma oferta avassaladora de consumo. E tem razão nosso chefe do executivo municipal. O problema são aqueles encarcerados que gostam da vida mansa da prisão.

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP