Gracias Mercedes

mercedes

“Só quem a viu em cima de um palco, enrolada em seu poncho vermelho, lenço na mão cantando Todo cambia, e fez coro cantando com ela “cairá, cairá” em alusão a Pinochet e a outros ditadores saberá do que estou falando… Pero no cambia mi amor/ Por mas lejo que me encuentre/ Ni el recuerdo ni el dolor/ De mi pueblo y de mi gente…” DEOLINDA VILHENA

aqui

ao topo