hecatombe n°1

em teu seio, terremotos.

adivinhei teu último gesto ante o desastre
e baratas se amontoaram
à turva manhã.

anjos e aviões despencaram a arquitetura pálida do edifício.

e morcegos, taciturnos,
assobiaram todo
canto.

Comentários

Há 3 comentários para esta postagem
  1. Nina Rizzi 20 de outubro de 2011 11:26

    acabo de lembrar “toda nudez será castigada”:
    – eu tenho certeza que vou morrer de câncer no seio!

    … mas não é assim que decidimos 😉

  2. Jarbas Martins 20 de outubro de 2011 5:45

    para minha “Antologia dos anos 10 do século XXI”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo