Hipocrisia e pusilanimidade

Assino embaixo do que escreveram Marcos e Levino sobre o governo e o aborto. Não tem cabimento um bispo (aqui) vir a público dizer que a igreja vê as iniciativas do plano como uma “atitude arbitrária e antidemocrática do governo Lula”. Só teria alguma lógica esse argumento se vivéssemos sob um estado teológico. Mas até onde sei e a Constituição assegura, estamos sob um estado laico.

Na pisada que vai não sobrará nada de significante no 3º Plano Nacional de Direitos Humanos lançado pelo governo. É bom lembrar que em 2008, Lula assinou concordata (saiba mais aqui) com o Vaticano, bastante criticada por outras igrejas e defensores do estado laico.

Para que não fiquem dúvidas, minha posição é totalmente favorável ao aborto. Não cabe ao estado e nem às religiões se meterem na questão. A postura atual dos dois tem um custo social e psicológico que todos conhecemos. Esse posicionamento do estado e igreja condenam milhares de mulheres pobres à sequelas e mortes. Já as que tem dinheiro fazem seus abortos em clínicas sofisticadas, com a melhor assistência médica disponível no mercado. Chega de hipocrisia e pusilanimidade.

ao topo