Inaugurado hoje o site da Academia Norte-rio-grandense de Letras

Às portas de completar 80 anos, em 2016, a Academia Norte-rio-grandense de Letras se mostra em forma e ingressa, finalmente, no campo dos caracteres da rede mundial. Um pequeno passo para a Academia, mas um grande salto para algo maior: a abertura dos imortais à modernidade e, principalmente à sociedade, para além dos muros seculares da sede da Rua Mipibu.

Uma breve visita à Academia ou mesmo um acompanhar dos mais novos projetos criados e se percebe facilmente a “cara” desse toque modernoso. Thiago Gonzaga, Leide Câmara e Antônio Nahud, eu diria, são os culpados, sendo apenas a pesquisadora a imortal dos três. Claro, tudo com a anuência do poeta Diógenes da Cunha Lima, há 32 anos presidente da instituição.

O escritor e pesquisador Thiago Gonzaga é o editor da Revista da ANL faz alguns anos, de regularidade trimestral e de excelente conteúdo. E eis o melhor do novo site (que pode ser acessado AQUI). As revistas estarão inteirinhas disponíveis à leitura a partir da última edição, de número 44, além das capas de todas elas.

Está evidente a falta de um designer na criação da página. E também está clara a iniciativa ter partido da vontade de fazer, de mudar, de colaborar para a abertura da ANL. Então, as informações básicas sobre a história da Academia, os fundadores, os acadêmicos, membros, patronos, presidentes, sócios efetivos e as últimas notícias, estão lá, além da revista. É o que basta, por ora.

Na verdade, o site foi também ideia do pesquisador e escritor Thiago Gonzaga, que montou com seu amigo Alfredo Neves o site, que será lançado oficialmente hoje, dentro das celebrações de 80 anos da Academia. Na programação de aniversário tem ainda a criação do Prêmio Mérito Acadêmico Jornalista Agnelo Alves e ainda um projeto de encontro literário, comandado por Antônio Nahud.

Agora, desde que o mulado Machado reuniu a gente cabeça da época para fundar a Academia Brasileira de Letras sinto falta de uma presença firme da instituição no mundo das letras, assim como nossa ANL. Acho que pode e deve meter o bedelho em assuntos-chave no universo literário, como a OAB se pronuncia devidamente em todas as polêmicas da jurisprudência.

Temos ENEM, temos Plano Municipal do Livro, temos projetos de lei de se inserir cultura potiguar nas escolas, tivemos um aeroporto recém denominado Aluízio Alves sem interveniência de ninguém, entre outros assuntos que a Academia, na pessoa influente e sábia de um jurista e homem das letras, como Diógenes, poderia ser mais atuante, mais firme.

Ainda assim, se você conversa com colegas de outros estados reconhece na nossa Academia algo menos inerte. E agora, com sangue novo, promete lançar algum movimento em uma Natown que se volta mais às letras. De repente, essa nova postura desperta até o interesse de jovens autores a se inserirem mais tarde nos quadros imortais. E esta é a nova ANL, dando beijinho no ombro para a naftalina das suas estantes.

MUDANDO DE CONVERSA……………… Nesta quarta o imã chama à Casa da Ribeira para o show de 10 anos dos Poetas Elétrios e releituras dos seus três álbuns. Às 20h. Entrada a R$ 20……………… Mas se escapar do imã vai cair no Clube do Samba Potiguar, no Mercado de Petrópolis. Apresentação com Carlos Britto, Lene Macedo, Zorro, Ana Tomaz, Anchieta Menezes e Rodney Sambacom. A partir das 19h……………… A Ação Semana Criativa chega a João Câmara. Palestra: “Criatividade é o Negócio! – Empreendendo em Economia criativa”, com o agente territorial Esso Alencar. De quarta à sexta na Casa da Cultura do município……………… A cantora Alessandra Macêdo apresenta dias 26 e 27 de novembro, na Casa da Ribeira, o show musical Relampeou, no qual dá nova roupagem a músicas menos conhecidas de Elino Julião. Com direção musical de Diogo Guanabara e participações especiais de Khrystal, Camila Masiso, Gabriel Souto e banda base formada por Jubileu Filho, Sami Tarik, Zé Fontes, Tiquinha Rodrigues e Carol Benigno.

DESTAQUE:

Foto: Carol Queiroz
Foto: Carol Queiroz
Idealizado em 2012, o projeto Ribeira Boêmia ganhou novo impulso nesse ano e passou a ser realizado no segundo sábado de cada mês desde o último 13 de junho. Com uma roda de samba composta por músicos fixos, a cada edição o projeto convida um artista local e Valéria Oliveira, cantora e compositora potiguar, foi a eleita do mês de novembro. No repertório não poderia faltar grandes sucessos da cantora Clara Nunes, a quem Valéria dedicou o seu último disco “Em águas claras”, além de pérolas do samba apresentadas no projeto Cores do Nosso Samba, sucessos da atualidade e canções de sua autoria. O Ribeira Boêmia acontece sempre na Associação Comercial e Empresarial do RN, na Duque de Caxias, 191, Ribeira. Entrada: R$ 15 (antecipada) R$ 20 (na hora).

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + nove =

ao topo