Intervenções prévias em cidades potiguares seduz público à dança contemporânea

Ainda no lançamento do Encontro Nacional de Dança Contemporânea, que acontece agora no Sal e Brasa, a coordenadora Diana Fontes mostrou números do evento: em cinco anos de atividade foram 183 ações. Este ano, graças ao patrocínio da Cosern, possibilitou a disseminação do Encontro no interior do Estado: São Gonçalo do Amarante, Caicó, Mossoró e Pipa. Tudo com ênfase na nova onda do setor cultural: a Economia Criativa, com foco mais específico no fomento à dança de rua. Também foram criadas as “intervenções prévias” nessas cidades, com ações promovidas por artistas das cidades em diferentes bairros para seduzir o público ao evento principal. Outra ação bacana promovida pelo Encontro é o lançamento do doc ‘O que move a dança”, dirigido por Carito. E não bastasse, também uma exposição com fotos de dança, dia 8, no Teatro Alberto Maranhão, promovida pelo Boticário. Diana reforça que, embora o evento seja gratuito (subsidiado pelas leis), o público poderá contribuir com doações de alimentos não perecíveis em cada apresentação.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo