Iranianas tricotam sobre sexo em “Bordados”

“Bordados” é o título do novo livro da iraniana Marjane Satrapi, consagrada ao lançar a história em quadrinhos “Persépolis”, em que relata o impacto do fundamentalismo islâmico no cotidiano de sua família liberal –e que virou filme de animação premiado em Cannes.

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. Tânia 18 de abril de 2010 14:29

    Mulheres sempre conversam de relações afetivas, sexo, dores, amores, traições e até os “dotes” da anatomia masculina tomam parte nesta conversa.
    Muito bom que pelo mundo afora tenhamos em comum o “costurar” ou o “tricotar”, termo mais usual por aqui.
    Mas, muito mais que truques, seduções e artimanhas, compartilham suas histórias, vivências, dores e amores.
    A sua, a minha, a nossa e a história de outras são evocadas a se fazerem presentes. E é por esse reconhecer-se no outro e ao outro em mim que, paradoxalmente, essas histórias instruem, renovam, curam e auxiliam o processo de recriação.
    Quero ler este livro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo