Iraniano vence Urso de Ouro no Festival de Berlim

Atrizes iraniana Sareh Bayat e Sarina Farhadi recebem o Urso de Ouro no festival de Berlim

ANA PAULA SOUSA
ENVIADA ESPECIAL A BERLIM
NA FSP

O júri presidido pela atriz Isabella Rossellini foi ao encontro do público e da crítica e deu o Urso de Ouro para o filme “Nader e Simin, uma Separação”, dirigido pelo iraniano Ashgar Farhadi.

Unanimidade na Berlinale, o filme levou também os Ursos de Prata de melhor atriz e melhor ator. Leila Hatami e Sarina Farhadi, filha do diretor, foram as primeiras a subir ao palco para receber o prêmio. Vieram, em seguida, os três atores da produção que, no correr da semana, foi repetidas vezes apontada como a favorita ao grande prêmio da Berlinale.

Veio, por fim, a consagração de Farhadi.

Seguindo também a expectativa geral, o Grande Prêmio do Júri foi para “The Turin Horse” (o cavalo de turin), o belíssimo ensaio visual do húngaro Béla Tarr.

Já o Urso de Prata de melhor direção foi para um filme que passou pela competição sem maior destaque, “Sleeping Sickness” (doença do sono), coprodução franco-alemã que mostra a relação dos europeus com os países pobres da África. O diretor Ulrich Köhler emocionou-se durante o discurso de agradecimento.

A produção mexicana “O Prêmio”, que tem diretora (Paula Markovitch) e história argentinas, levou dois prêmios técnicos: fotografia e pelo desenho de produção.

O Urso de Prata de melhor roteiro foi para “The Forgiveness of Blood”, do diretor norte-americano Joshua Marston. O filme retrata, por meio de uma família que torna-se prisioneira em sua própria casa, o conflito entre a modernidade e a tradição na Albânia.

O filme alemão “If Not Us, Who” (se não nós, quem) ganhou o prêmio Alfred Bauer, que leva o nome do fundador do festival e é dedicado a obras que “rompem os horizontes do cinema”. A produção alemã não parece se incluir nessa definição, mas foi, de toda maneira, um dos destaques da programação.

Antes do início da entrega dos prêmios, uma cadeira branca, com o nome do cineasta Jafar Panahi escrito, foi colocada no palco que tinha, também, duas grandes fotos do diretor.

Confira a lista de vencedores:

PRÊMIOS DO JÚRI INTERNACIONAL

Urso de Ouro de Melhor Filme

“Nader e Simin, uma Separação”, de Asghar Farhadi

Grande Prêmio do Júri

“The Turin Horse”, de Béla Tarr

Urso de Prata de Melhor Direção

Ulrich Kohler, por “Sleeping Sickness”

Urso de Prata de Melhor Atriz

Elenco feminino de “Nader e Simin, uma Separação”

Urso de Prata de Melhor Ator

Elenco masculino de “Nader e Simin, uma Separação”

Urso de Prata de Melhor Fotografia

Wojciech Staron, por “El Premio”

Urso de Prata de Melhor Desenho de Produção

Barbara Enriquez, por “El Premio”

Urso de Prata de Melhor Roteiro

Joshua Marston e Andamion Murajar por “Forgiveness of Blood”

Prêmio especial Alfred-Bauer

“Is Not Us, Who”, de Andres Veiel

PRÊMIOS DO JÚRI DE PRIMEIRO FILME

Melhor Primeiro Filme

“On the Ice”, de Andrew Okpeaha MacLean

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 5 =

ao topo