Jácio, Vera e o Cata Livros

Por Geraldo Spinelli

Jácio Medeiros Torres, grande homem, grande amigo, hoje com certeza é um dia muito triste para voçê, e para Vera, que assistiram impotentes toda uma história de vida se incendiar. A vida amigo tem uma porção de incertezas que a prudência e a coragem tentam vencer, e agora após esse terrível fato consumado, mais do que a prudência, só a coragem é importante nesta hora. Sou um dos tantos nesta cidade tributário a Jácio, pela quantidade de livros importantes comprados a preços módicos, que a sua simplicidade sempre nos ofertou, é uma grande perda, que me fez lembrar da famosa biblioteca de Alexandria incendiada no passado. Quantas raridades se perderam ?, que tesouros foram pra sempre apagados da sua existência ? Obras de Artes, Antiguidades, discos de Vinil, etc….. e tão importante quanto tudo isso, são as pessoas que sempre orbitaram em torno do Cata Livros e do seu dono, e agora como ficaremos todos nós ?. Amigo Jácio, você é um exemplo de pessoa que sempre superou os obstáculos que surgiram na sua frente., e oxalá agora não será diferente. Conte comigo no que for possível caro amigo, você, e minha querida Verinha.

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. Sibele 17 de fevereiro de 2011 20:36

    Jácio e Vera… Pessoas lendárias nesta cidade. Donos do maior acervo cultural, o “ Sebo Cata – Livros ”. Todos tivemos que assistir impotentes a uma história de amor ao livro e a cultura se incendiar, uma vida inteira consumida pelo fogo. Mas não pensem que desistimos, o sebo continua! Uma parte deste acervo vive, e ele se encontra já em funcionamento na av. Salgado Filho, próximo ao Midway. Quantas raridades perdidas para sempre, para nós sobra o conhecimento destas obras, mas que não puderam ser divididas. Natal fica órfã dos vinis… Ah que saudade!!!
    Agora vamos reerguer, e não nos subestimem, O Sebo sempre estará vivo!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo