Jane Austen e Cascudo

Por Vicente Serejo

Outro dia, Senhor Redator, passeava com os olhos na vitrine da Livraria Nobel, na Potengi com a Afonso Pena, quando descobri que a Martin Claret, famosa pelas edições populares, de bolso, havia lançado em tamanho normal seis títulos de Jane Austen, todos com as capas padronizadas. Ora, entrei curioso. E perguntei por ‘Orgulho e Preconceito’, livro que foi lançado há exatos dois séculos pela autora inglesa numa Londres que se preparava para a era vitoriana, feita de progressos e preconceitos.

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. Jarbas Martins 26 de março de 2013 9:35

    Serejo, você marcou um tento mais inesperado do que o de Fred, ontem, no jogo da seleção.Se Zila Mamede não sabia nada dessa resenha de Cascudo, quem no mundo teria um olhar atento de pescador macauense, como você, tem?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo