Jean-Michel Frodon/Entrevista

Jean-Michel FrodonCrítico francês Jean-Michel Frodon

FOLHA – Vivemos num mundo sobrecarregado de imagens. Qual o papel do cinema nesse contexto?

FRODON – O cinema deixou de ser dominante na construção do imaginário coletivo, mas ainda tem um grande poder. Nunca tanta gente viu tantos filmes, nunca tantos filmes foram produzidos em tantos lugares. Mas todas as pessoas querem ver os mesmos poucos filmes, ao mesmo tempo. O grande desafio, hoje, é reabrir o espaço para 95% do cinema contemporâneo, que tem mais e mais dificuldade de existir, de ser visto pelo público em geral.

aqui

Go to TOP