João Antônio

“A escrita de João Antônio pode parecer enganosamente simples e coloquial à primeira vista. Na verdade é música altamente astuciosa, trabalhada. Sobre os primeiros contos que arriscou, e que mandava para revistas com pseudônimos doidos como Paulo Melado do Chapéu Mangueira-Serralha, por exemplo, ele diz que “escrevia à mão e dizia o texto em voz alta. Depois, só depois, bem mais tarde é que passava à máquina, na limpeza e na pureza.” CHICO MOREIRA GUEDES

aqui

Go to TOP